28° C

Secretaria de
Defesa Social

Notícias

Operação Quarentena termina com mais de 83 mil fiscalizações em PE

Operação Quarentena termina com mais de 83 mil fiscalizações em PE

Notícias

Durante os 14 dias de medidas sanitárias mais restritivas em Pernambuco, de 18 a 31 de março, as forças de segurança pública de Pernambuco fiscalizaram 83.649 estabelecimentos em todo o Estado. Ao todo, 289 pessoas que se recusaram a cumprir as regras da quarentena acabaram conduzidas a uma Delegacia de Polícia Civil por infração sanitária

 

OPERAÇÃO PRAIAS SDS PE As operativas da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) terminaram as duas semanas de Operação Quarentena com um saldo de 83.649 estabelecimentos fiscalizados no Estado. Desse total, 338 tiveram que ser interditados por descumprir as determinações do Decreto Estadual N° 50.433, de 15/03/2021. A taxa de isolamento social em todo o território estadual durante esse período, que se estendeu de 18 a 31 de março, chegou a uma média de 43,64%.

 

Em toda a operação, os profissionais das forças de segurança pública precisaram conduzir 289 pessoas às Delegacias de Polícia Civil, que foram autuadas por infração de medida sanitária, delito previsto no artigo 268 do Código Penal Brasileiro. A maior parte dos infratores encontrava-se no Sertão, onde 204 pessoas desrespeitaram as normas de distanciamento social e uso de máscara para conter a pandemia de Covid-19.

 

Nessas duas semanas, o Centro Integrado de Operações de Defes Social (Ciods) da SDS encaminhou policiais para atender 1.961 denúncias de descumprimento da quarentena, uma média de cerca de 140 por dia. As queixas recebidas pelo telefone 190 referiam-se, em sua maioria, a casos de aglomerações (48,6% do total de chamados atendidos). Em segundo lugar, apareceram os bares que funcionavam a despeito da proibição determinada por decreto, que representaram 21,32% das denúncias nas quais houve intervenção policial.

 

Na avaliação do secretário de Defesa Social de Pernambuco, Antonio de Pádua, a Operação Quarentena cumpriu a missão de reduzir ao máximo a circulação de pessoas no Estado, que seguirá em nova fase com a Operação Convivência, de 1 a 25 de abril. "Agradecemos a todos os profissionais das forças de segurança, que de forma integrada e comprometida contribuíram para esse resultado, juntamente com os parceiros dos órgãos municipais de fiscalização. Trabalhamos com todo o empenho para, com a redução da circulação, aliviar a pressão da pandemia sobre o sistema de saúde. Um esforço que precisou decisivamente da colaboração da sociedade. Agora, com a Operação Convivência, mais uma vez esperamos unir forças com a população para continuar ajudando a frear a propagação do novo coronavírus", aponta.