28° C

Secretaria de
Defesa Social

Notícias

7 de Setembro: Forças estaduais fazem o desfile cívico militar e atuam pela segurança pública

7 de Setembro: Forças estaduais fazem o desfile cívico militar e atuam pela segurança pública

Notícias

c0689696-0c4a-4645-a904-8a7e27ac1b1f.jpg

 

7 de Setembro
Forças estaduais fazem o desfile cívico militar e atuam pela segurança pública

 

Em celebração ao Bicentenário da Independência do Brasil, as forças estaduais de segurança, sob coordenação da Secretaria de Defesa Social, homenageiam a Pátria Amada no desfile de 7 de Setembro, na manhã desta quarta-feira, na Avenida Mascarenhas de Moraes, no bairro da Imbiribeira. Integram o desfile as polícias Militar, Civil, Corpo de Bombeiros e Grupamento Tático Aéreo. Acompanhando o governador Paulo Câmara, estarão presentes o secretário de Defesa Social, Humberto Freire, e os comandantes dos órgãos operativos.

O Desfile Cívico Militar inicia com 40 integrantes da Banda de Música Capitão Zuzinha. O grupamento será comandado pelo Coronel Cleto Antonio Moraes Ribeiro, tendo como subcomandante o Coronel Hercílio Mamede, além de cinco oficiais, representando o Estado Maior Geral (EMG). Em seguida, entra os subgrupamentos, formados por 235 alunos do Colégio da Polícia Militar (CPM), 62 alunos da Academia de Polícia Militar do Paudalho (APMP), 50 integrantes da Diretoria Integrada Metropolitana (DIM), assim como dos Batalhões de Radiopatrulha (BPRp), de Polícia de Choque (BPChoque), de Operações Especiais (BOPE) e do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI). Já a Companhia Independente de Policiamento com Cães (1ª CIPCães) vem com 20 policiais militares, acompanhados por cães das raças pastor alemão e belga malinoar. E pela tropa motorizada, estarão presentes 88 policiais militares com duas réplicas de viaturas caracterizadas com pinturas do policiamento dos anos 70 e 80, e representadas pelo 1ºBPTran e BPRp, nos veículos fusca. O desfile será finalizado com a saída dos 45 conjuntos do Regimento de Polícia Montada (RPMon).

Por sua vez, o Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco abrirá o desfile com sua banda, composta por 21 integrantes. O CBMPE, por meio do seu destacamento, desfilará com 150 militares, além do Subgrupamento de Comando e Estado Maior. Em seguida, entra o Subgrupamento Geral, composto por militares das unidades operacionais de combate a incêndio (GBI), salvamento (GBS), atendimento pré-hospitalar (GBAPH), serviços técnicos (CAT) e serviços administrativos (QCG). Depois, o Subgrupamento de alunos do Curso de Formação de Oficiais, composto por 24 alunos. Já o Subgrupamento Motorizado do CBMPE desfilará com a representação das viaturas e embarcações. Por fim, o Subgrupamento motorizado será composto por 1 ACO (Auto Comando Operacional), 2 ACO com BIS (Bote Inflável de Salvamento), 4 MR (Moto Resgate), 02 AR (Auto Resgate), 2 ABT (Auto Bomba Tanque), 1 AT (Auto Tanque) e 1 AP (Auto Plataforma).

A Polícia Civil de Pernambuco, que completou este ano 205 anos, será representada por 17 policiais do Comando de Operações e Recursos Especiais (Core) e do Grupo de Operações, além de 6 viaturas caracterizadas, um ônibus, um ônibus Delegacia Móvel e uma lancha. O cortejo das forças terá a presença, por ar, de duas aeronaves do GTA, que fará manobras de aproximação da pista e também realizará o patrulhamento aéreo, em apoio ao policiamento ostensivo por terra.

“As forças estaduais de segurança de Pernambuco são presença fundamental na História do Brasil, antes, durante e na consolidação da nossa Independência. A Polícia Civil, com 205 anos, é a nossa operativa mais antiga, seguida pela PMPE, com 197 anos, e pelo Corpo de Bombeiros, com 134 anos. No seu conjunto, testemunharam a gestação, o alvorecer e o desenvolvimento desta nação, que, pelo seu povo, cultura, importância mundial e legado à humanidade, é motivo de orgulho para os brasileiros. Nessa trajetória, nossos órgãos e profissionais representam os agentes da paz, da ordem e da legalidade, protegendo a vida, a integridade das pessoas e o patrimônio. Neste dia e em todos os outros, estaremos trabalhando pela paz social, pela livre manifestação do pensamento e pelo direito de ir e vir da população, em todo o Estado”, diz Humberto Freire.