28° C

Secretaria de
Defesa Social

Notícias

SDS através da PMPE inicia o 7º Curso de Operações Policiais Especiais-Cope-2008

Geral

O Curso de Operações Policiais Especiais tem o objetivo de capacitar policiais para a execução de missões especificas, através de treinamento físico, técnico e psicológico para o bom desempenho em operações estratégicas. O curso terá duração de 18 semanas e será realizado no Campus de Ensino Mata, da Academia Integrada de Defesa Social- ACIDES.

De acordo com o Secretário de Defesa Social, Servilho Paiva esta é mais uma meta do Governo do Estado através do Projeto de Capacitação Profissional da PMPE, inserido no subprograma de Formação e Capacitação da Polícia Militar do Pacto Pela Vida. “Trata-se apenas de planejamento, que vinha sendo deixado de lado. Hoje todas as Academias estão lotadas, este é mais um curso planejado pela SDS em conjunto com a Polícia Militar” afirma.

Para ele, este curso faz parte de um contexto global de capacitação, que só se faz com planejamento e determinação. Outra meta do Governo é o recompletamento do efetivo dos órgãos operativos. “Até 2010 iremos contratar 5.000 novos policiais, sendo 2.500 para 2009, sendo 500 para bombeiros, e o restante para 2010.” enfatiza.

De acordo com o Secretário este é o momento que a Sociedade dá aos policiais a oportunidade de mostrarem para que serve a capacitação e os treinamentos realizados pelos mesmos. “O Governo do Estado não tem medido esforços em termos de capacitação, treinamento, equipamentos e recomposição dos quadros” finaliza.

O Comandante da 1ª Companhia de Operações Especiais – CIOE , major Enéas Cantarelli Júnior, fez questão de agradecer o empenho do Secretário de Defesa Social, Servilho Paiva bem como do Executivo, Cláudio Lima, pelo esforço realizado, pois só depois de seis anos de luta, este curso hoje se concretiza. “Muitos quiseram, alguns tentaram e poucos conseguiram” esta foi a mensagem que o comandante deixou para os novos alunos.

Dentre os quarenta e três alunos estão: 36 policiais militares de Pernambuco, 01 do Corpo de Bombeiros Militar/PE, 03 oficiais da Polícia Militar do Mato Grosso, 01 do Maranhão, 01 do Acre e 01 da Paraíba. De acordo com o Gerente Geral de Articulação Integração Institucional e Comunitária, Manoel Caetano Cysneiros, depois de muitos anos a Academia Integrada de Defesa Social é credenciada pelo Conselho Estadual de Pernambuco, o que a reconhece como uma faculdade, formada pelos seus campos de ensino da PM, PC e CB. “A SDS é a primeira instituição de segurança pública estadual do Brasil a ter uma faculdade voltada para qualificação, aprimoramento, capacitação, graduação e pós-graduação dos seus servidores” afirma.

Ele afirmou ainda que, o Conselho Estadual de Educação de Pernambuco, credenciou a Academia Integrada de Defesa Social de Pernambuco – ACIDES, através de Portaria nº 3571, de maio/2008, assinada pelo Secretário de Educação Danilo Cabral.

O Chefe do Estado-Maior, coronel Daniel Ferreira de Lima, que na ocasião representou o Comandante Geral da PMPE, afirmou que, segundo a tradição apenas 50% dos alunos, ou talvez menos, cheguem ao final, pois só o preparo físico não resolve, depende também de muito aprendizado psicológico. “É através do ensino, de instrução que as corporações crescem” enfatizou.

“Operações Especiais e suas atividades em Pernambuco”, esse foi o tema proferido pelo palestrante da aula inaugural do 7º COPE/08, tenente coronel Wilton de Andrade Serafim, comandante do 20º BPM, e segundo lugar no Curso de Operações Especiais realizado no BOPE do Rio de Janeiro no ano de 1991, onde apenas cinco integrantes conseguiram terminar.

Ele falou da origem do curso em Pernambuco, do filme Tropa de Elite, dos alunos e das atividades desenvolvidas pela CIOE. “Para os policiais que compõem as diversas tropas de elite é preferível a morte do que a desonra” afirma.

Participaram do evento o comandante geral do Corpo de Bombeiros coronel Carlos Casa Nova, o Subchefe do Estado-Maior da Polícia Militar coronel Sindalvo Maciel, o delegado Especial da Polícia Civil Antonio Freitas, na ocasião representando o Chefe Geral de Polícia Civil, Manoel Carneiro e o tenente coronel Eden Vespaziano, Comandante do Campus de Ensino Mata, dentre outras autoridades civis e militares.