28° C

Secretaria de
Defesa Social

Notícias

Frustrado plano ousado de fuga em massa no presídio de Igarassu

Geral

Um ousado plano de fuga em massa que seria realizado em três presídios em Pernambuco, liderado por integrantes do Primeiro Comando da Capital –PCC foi desarticulado nesta quinta-feira (18) graças ao serviço de inteligência da Secretaria de Defesa Social – SDS. O plano, que seria executado por 17 detentos do presídio de Igarassu vinha sendo monitorado há cerca de quatro meses pelos policiais. Nesta sexta-feira (19) foram apresentadas no auditório da SDS Amauri Barbosa Ramos, 40 anos; Augusto César Almeida da Silva, 23 anos e Girleno José Alves de Oliveira Júnior, 18 anos. Acusados de planejar a fuga.

A fuga simultânea, se daria através de explosões dos muros dos presídios Aníbal Bruno, Limoeiro e Igarassu e estava programada para o dia 7 de setembro. O trabalho de investigação conjunto do serviço de inteligência da Polícia Militar, Polícia Civil e Secretaria de Ressocialização de Pernambuco - Seres. O grupo, segundo as investigações, pretendia não só executar uma fuga em massa, como também deixar em média 100 pessoas mortas durante a investida, envolvendo presidiários, agentes e civis.

De acordo com Secretário Executivo da SDS, Cláudio Lima, “o sistema de inteligência das polícias de Pernambuco detectou há mais de quatro meses um plano de fuga nos presídios”. Já para o Secretário Executivo de Ressocialização, Humberto Viana informou que essa foi uma operação de alto risco. “Se houvesse êxito na investida deles, haveria não só uma grande fuga como muitas mortes”.

O Diretor Geral de Operações da Polícia Civil, delegado Osvaldo Morais, mostrou através de imagens feitas pela própria polícia, o recebimento dos explosivos, enviado pelo PCC em São Paulo, para uma casa com placa de aluguel no bairro de Areias.

Os detidos foram autuados em flagrante pelos crimes de corrupção de menor, posse de explosivos, formação de quadrilha e tráfico de drogas. Estão recolhidos, em locais mantidos sob sigilo para não atrapalhar as investigações, Amauri Barbosa Ramos, 40 anos; Augusto César Almeida da Silva, 23; Girleno José Alves de Oliveira Júnior,18; Carlos José Gomes “Baleado”, 35; Gilmar Mendes dos Santos “Giba”,27; Fábio Gomes “Coroa”, 44; Josimar João de Oliveira “Salgueiro”,27; Agrício Severino Soares “Negão”,27; Flávio Correia dos Santos,38; Gilson Soares da Silva “Preá”, 27; José Fábio da Silva Negreiros, “Fábio”, 25; Amilton Ferreira da Silva, “Socó”, 25; Thiago da Gama, “Da Gama”, 21; Carlos Pereira da Silva, “Carlinhos”,25; Danilo de Jesus, “Sombra”, 23; Adriano dos Santos, “Pai de Santo”, 24; Gemil Gomes da Silva, “Lalá”, 29 anos.

Os objetos apreendidos foram expostos no auditório da SDS e apresentado pelo Perito Criminal da Polícia Civil, Antônio Neto. São 18 celulares, 37 pedras de crack, 60 papelotes de maconha, dois cordões de dinamite de alta poder de destruição, centenas de comprimidos de traja preta, além de 15 armas brancas.

Para desarticular o plano de fuga, foram necessários 150 policiais, sendo 40 da Polícia Civil, 18 da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE) da Polícia Militar, 60 do Batalhão de Choque da PM, 10 da Companhia Independente de Policiamento com Cães (CIPcães) e 16 agentes da Seres.